#69

Tolerância zero à violência e promoção de bem-estar. Uma contribuição para a indução de boas praticas.

Educação, Desporto e Juventude

Educação, Desporto e Juventude

A violência que pode assumir variadas formas, incluindo verbal e/ou fisica, deve ser combatida com meios eficazes que desencorajem tais propósitos. Devem contribuir para que uma cultura de segurança e bem-estar se constitua como uma estratégia prioritária das mais variadas instituições, nomeadamente públicas, não só por obrigação normativa, mas por se tratar de assegurar a todos os utentes um ambiente agradável e seguro, com repercussão no desenvolvimento de competências para o exercicio de cidadania. A segurança a par da educação potenciam-se mutuamente e são recursos indispensáveis à vida, conforme se encontra consagrado constitucionalmente. Este projeto visa mobilizar todos os municípios do país que, conjuntamente com o promotor deste projecto, procederão ao recrutamento e selecção dos candidatos no seu concelho, a integrar um curso de um grupo de potenciais instrutores a ministrarem aulas de defesa pessoal, aos cidadãos de todas as idades a partir dos 5 anos e capacidade fisica normal ou mobilidade condicionada.
Orçamento: 300.000 €

Proponentes da proposta
  • Joaquim Ângelo Mendes Santos
  • José Luís de Carvalho Venâncio
Educação, Desporto e Juventude

Educação, Desporto e Juventude

  • Orçamento Previsto
    Entre 50.000€ e 300.000€
  • Âmbito da Proposta
    Nacional
  • Regiões onde aplicar
    Norte, Centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo, Algarve, Região Autónoma dos Açores, Região Autónoma da Madeira

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal