#20

Centro de Interpretação das Terras de Ribacoa - História, gentes, cultura

Cultura

Cultura

Imagem do projeto

As Terras de Ribacoa (etimologicamente «nas margens do Coa») são uma região da Beira Alta delimitada sensivelmente pela margem direita do Coa e pela margem esquerda do Águeda. Resultam de cedências territoriais mútuas entre Portugal e Castela, oficializadas pelo tratado de Alcanizes, de 1297, no reinado de D. Dinis.
O Tratado está intimamente ligado à história de Portugal, na medida em que delimitou praticamente as atuais fronteiras do país

As Terras de Ribacoa correspondem a áreas territoriais atualmente abrangidas pelos municípios de Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Pinhel, Sabugal e Vila Nova de Foz de Coa. Trata-se de uma região depauperada de recursos e de gentes, mas que, a pouco e pouco, se tenta reinventar, atraindo investimento e turismo.

Uma iniciativa louvável foi a constituição da rede de Aldeias Históricas, disseminadas pelos municípios referidos (entre outros), às quais foram sendo associadas diversas atividades lúdicas.
Não existe, contudo, nenhum museu ou centro de interpretação dedicado especificamente às Terras de Ribacoa: história, artes e cultura, geografia humana, turismo, gastronomia. Assim, o termo «interpretação» não se circunscreveria à reconstituição histórica, antes abrangendo e dinamizando todos os domínios referidos. Poderia inclusive contribuir para a criação de uma marca turística, tal como sucede já com as Aldeias Históricas.

A sua constituição seria relevante para a atração de mais turismo para a região e, até, como foco de captação de mais investimentos e residentes. Porque apenas uma região que se conhece bem poderá gostar de si própria e dar-se bem a conhecer.

O Centro não se limitaria ao formato de «museu», dado que se pretenderia uma estrutura aberta e dinâmica, capaz de realizar parcerias e dinamizar atividades.
Propõe-se que a constituição do Centro fosse concertada com as autarquias abrangidas, bem como que a sua localização se viesse a situar numa das «Aldeias Históricas» que integram os municípios referidos (Almeida, Castelo Mendo, Castelo Rodrigo, Marialva, Sortelha). Idealmente, deveria ser utilizada estrutura/edifício pré-existente, a designar após a referida concertação. Reconhece-se também a capacidade de geração de sinergias entre a marca proposta e a das Aldeias Históricas.

Proponentes do projeto
  • Cecília dos Santos Araújo
  • Luís Filipe Rodrigues Trindade
Cultura

Cultura

  • Orçamento
    49000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Centro
  • Municípios onde aplicar

    Almeida, Figueira De Castelo Rodrigo, Sabugal

  • Prazo
    12 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal