#257

Projecto R - Arquivo Digital de Repúblicas

Cultura

Cultura

Imagem do projeto

A história das Repúblicas de Coimbra é indissociável da história da cidade que as viu nascer e da Universidade de Coimbra. Sendo fruto da evolução histórica da habitação comunitária estudantil elas representam em si mesmas um importante testemunho da história da Universidade e dos esforços feitos ao longo dos anos para a resolução da questão da habitação estudantil nesta cidade.
As Repúblicas são, por isso, um espaço de encontro ou melhor, de encontros.
Desde logo pela vivência diária das pessoas que nesses espaços se encontram. Também pela convivência inter-geracional que estas casas promovem. São bem conhecidos os Centenários onde novas e velhas gerações celebram os aniversários das Repúblicas. Também o encontro de ideias. As Repúblicas são conhecidas desde sempre como esse local de debate, de construção de pensamento e de reflexão. Encontro também com a cidade, com os vizinhos, através do convívio diário e das múltiplas actividades culturais que as repúblicas desenvolveram ao longo dos anos. E, por último, mas não menos importante o encontro com a Universidade de Coimbra. Poder-se-á falar de Coimbra sem falar das Repúblicas ou da Universidade? Não nos parece.

A história das repúblicas continua contudo por fazer, e toda a informação que existe se encontra dispersa por um conjunto de suportes que falta coligir e reunir e que são na maior parte das vezes, com excepção talvez do tema das lutas estudantis, pouco conhecidos.
Torna-se assim fundamental criar um repositório digital que, baseado numa investigação aprofundada de fontes, consiga trazer a público (investigadores, historiadores, antigos repúblicos, curiosos e publico em geral) documentos que permitam testemunhar, preservar e transmitir essa história.
Interessa assim trazer para este projecto todo o tipo de documentação relativa às repúblicas (fontes primárias sobre a existência e vivência em repúblicas, fotografias, recortes de jornal, decretus das casas, documentos de arquivo, filmes, etc) e o local privilegiado para essa recolha será, num primeiro momento, o arquivo das próprias repúblicas, que podemos encontrar em diferentes estados de conservação mas que, por razões compreensíveis (desorganização e acesso limitado) e até defensáveis (conservação), não se encontram pesquisáveis pelo público em geral.
Importa pois, desde logo proceder à digitalização desses acervos garantindo assim a existência, caso algo aconteça aos arquivos físicos, de uma "cópia digital".
Este projecto pretende assim ser também um encontro. Um encontro das casas com a sua própria história mas também com a história das Repúblicas, da cidade de Coimbra, onde elas sempre existiram, e com a Universidade com a qual sempre mantiveram uma estreita relação.
Prazo de execução: 24 meses

Proponentes do projeto
  • Mário Carvalhal
  • Nuno Miguel Neves
Cultura

Cultura

  • Orçamento
    200000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Centro
  • Municípios onde aplicar

    Coimbra, Condeixa-A-Nova

  • Prazo
    24 meses
  • Links do projeto

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal