#290

PLAY! Crescer a Brincar

Educação, Desporto e Juventude

Educação, Desporto e Juventude

É de todo inegável a importância do brincar no desenvolvimento social, emocional e cognitivo da criança.
No entanto, e apesar do contra-senso que é, hoje em dia as crianças têm cada vez menos tempo para brincar, em prol de agendas assoberbadas em actividades extracurriculares e deveres escolares. O brincar fica por isso relegado para um segundo plano e a preocupação das famílias recai sobretudo no desempenho escolar dos seus filhos.
Esta situação está ainda a contribuir para um aumento significativo de crianças com dificuldades e problemáticas ao nível do desenvolvimento psicomotor, atenção/concentração, relacionamento interpessoal, auto-estima, falta de regras e outras questões ligadas à disciplina, como a falta de autocontrolo, o insucesso e a desmotivação escolar, a depressão infantil e o início do bullying, reflectindo-se, consequentemente, no seu desempenho escolar e no seu desenvolvimento global.
Por intermédio da brincadeira, a criança explora e reflecte sobre a realidade e a cultura na qual está inserida, interiorizando-a. A experimentação de diferentes papéis sociais através do "faz-de-conta", permite à criança compreender o papel do adulto e aprender a comportar-se e a sentir como ele, constituindo-se como uma preparação para a entrada no mundo dos adultos. A criança procura assim conhecer o mundo e conhecer-se a si mesma.
Por outro lado, através da brincadeira, a criança tem oportunidade de simular situações e conflitos da sua vida familiar e social, o que lhe permite a expressão das suas emoções.
O brincar desempenha um papel igualmente importante na socialização da criança, permitindo-lhe aprender a partilhar, a cooperar, a comunicar e a relacionar-se, desenvolvendo a noção de respeito por si e pelo outro, bem como sua auto-imagem e auto-estima.
Numa época onde nunca se falou tanto de hiperactividade e/ou défice de atenção e onde o recurso à medicação atinge níveis muito elevados, brincar é também uma forma de a criança extravasar a sua energia, podendo depois concentrar-se nas tarefas que exigem uma maior concentração.
Afim de promover o brincar e promover o desenvolvimento integral de crianças e jovens, pretende-se com este projecto, pesquisar e fazer o levantamento de jogos, brincadeiras e brinquedos, com a finalidade de realizar um livro/repertório, bem como disponibilizar um kit de material de apoio às actividades. Este material será distribuído junto de Escolas e a outras entidades que trabalham ao nível da infância, afim de poder ser utilizado nos intervalos escolares e noutros contextos mais abrangentes.
Tendo em vista a necessidade da inclusão digital e à utilização responsável das novas tecnologias, pretende-se ainda complementar este trabalho com a utilização de tecnologias digitais, como ferramentas essenciais para a socialização e aprendizagem das crianças e jovens. Assim, o projecto considera a utilização de jogos educativos para grupos, disponibilizados através de um website e de um CD/USB Pen, que respeitem os princípios da teoria sócio-construtiva e que através de interacções positivas, permitam o desenvolvimento de novos conhecimentos.
Este projecto visa ainda sensibilizar as crianças, jovens, famílias, agentes educativos e comunidade em geral para a importância do brincar e os seus benefícios para o desenvolvimento integral do público-alvo.

Proponentes do projeto
  • Thomas Tendeiro Cravo
Educação, Desporto e Juventude

Educação, Desporto e Juventude

  • Orçamento
    300000 €
  • Âmbito da Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Centro
  • Municípios onde aplicar

    Águeda, Oliveira Do Bairro

  • Prazo
    24 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal