#359

Alojamento local para aves

Ambiente, Ordenamento do Território, Conservação da Natureza e Habitação Vencedor

Ambiente, Ordenamento do Território, Conservação da Natureza e Habitação

Imagem do projeto

Esta medida prevê a distribuição gratuita de caixa-ninho para diferentes tipos de aves aos municipios e escolas interessadas da região do Algarve e realização de ações de educação ambiental. Os objectivos desta proposta são impulsionar o interesse e o contacto mais directo da população local em relação à avifauna, aumentar a disponibilidade de abrigo às espécies alvo desta proposta e sensibilizar a população para a importância das aves no bem-estar dos ecossistemas urbanos do Algarve.
Hoje em dia está provado que as aves urbanas desempenham um papel importante no ecossistema das cidades. Disponibilizar mais locais de abrigo e repouso potenciaria a fixação de mais aves nos meios urbanos que, por sua vez, ajudariam no controlo de pragas. As aves que se pretende abranger com este projecto são várias espécies de passeriformes, como é o caso dos chapins, mas também algumas rapinas urbanas como o peneireiro-comum e a coruja-das-torres. De forma a despertar a curiosidade da população, e também com o intuito de obter mais informação para ser trabalhada do ponto de vista pedagógico, será ponderada a instalação de câmaras de vigilância em algumas caixas-ninho a ser ocupadas. As imagens obtidas seriam transmitidas em directo numa plataforma online, disponível para qualquer cidadão interessado em observar o dia-a-dia das espécies que habitam estas caixas-ninho.

Proponentes do projeto
  • Fábia Azevedo
Ambiente, Ordenamento do Território, Conservação da Natureza e Habitação Vencedor

Ambiente, Ordenamento do Território, Conservação da Natureza e Habitação

  • Orçamento
    150000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Algarve
  • Municípios onde aplicar

    Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás De Alportel, Silves, Tavira, Vila Do Bispo, Vila Real De Santo António

  • Prazo
    24 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal