#384

Plataforma agregada de projetos científicos

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Atualmente proliferam os fundos de financimento públicos e privados de promoção e produção de ciência em diversos domínios. Programas como os da Fundação Calouste Gulbenkian, FCT, Compete2020, POCI2020, EEAGrants, entre muitos outros, se, por um lado, apresentam, cumulativamente, períodos de candidatura, áreas de intervenção e critérios de elegibilidade diversos, por outro, assumem-se como vitais para a competitividade nacional num mercado global baseado em conhecimento, em tecnologia, em inovação.
Neste sentido, propõe-se a criação de uma plataforma agregada para a disseminação, procura e promoção da rede nacional de investigação, com especial foco nos projetos de investigação. Recomenda-se a criação de plataforma com 4 valências fundamentais:
1 - Fundos disponíveis: divulgação de oportunidades de financiamento;
2 - Open Space: disseminação de ideias de investigação e/ou projetos não financiados em funcionamento, com vista à procura de parcerias ganhadoras (note-se que, não raras vezes, projetos de investigação similares encontram-se em funcionamento em diversas instituições sem, no entanto, comunicarem entre si);
3 - Projetos em funcionamento: criação de plataforma de projetos já financiados, finalizados e em execução, permitindo a divulgação concertada do financiamento nacional em ciência e a replicação de modelos já consolidados em diferentes contextos;
4 - Mapa de unidades de investigação e laboratórios associados: divulgação de áreas de investigação e rede de unidades de investigação em funcionamento, promovendo a interação entre unidades, fomentando o conhecimento, pelos cidadãos, da rede de ciência nacional e potenciando, pelos pares, a criação de sinergias para o desenvolvimento de novas ideias de investigação.

Proponentes do projeto
  • Francisco Vieira
Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

  • Orçamento
    22428 €
  • Âmbito do Projeto
    Nacional
  • Regiões onde aplicar
    Norte, Centro, Área Metropolitana de Lisboa, Algarve, Região Autónoma dos Açores, Região Autónoma da Madeira
  • Prazo
    12 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal