#441

Iniciativas de Ciência Cidadã para a Monitorização da Poluição em Portugal

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Imagem do projeto

A poluição é, cada vez mais, responsável por muitas doenças de várias ordens, por problemas no desenvolvimento embrionário e infantil e pela perda de biodiversidade. No entanto, a verdadeira extensão da contaminação do nosso meio ambiente permanece uma incógnita. Isto deve-se principalmente ao elevado custo dos instrumentos científicos e à falta de técnicos especializados…

Mas será mesmo?....

E se pudéssemos baixar os custos destas análises e envolver as populações na monitorização do ambiente?

Na última década, cientistas, grupos de ciência cidadã e criadores trabalharam incansavelmente para desenvolver equipamentos de baixo custo e programas de código aberto como uma alternativa credível aos instrumentos comerciais. Estes dispositivos permitem análises químicas simples, a uma fração do preço de mercado. Um dos melhores exemplos, relacionado com poluição do ar, foi proposto pelo iSpex, um projeto holandês que desenvolveu um módulo simples que pode ser adicionado a smartphones para medir a poeira atmosférica. O iSpex foi usado por centenas de cidadãos em toda a Holanda e os dados resultantes permitiram fazer um mapeamento altamente detalhado e preciso em todo o país da poluição atmosférica por aerossóis, que se acredita contribuir significativamente para as doenças respiratórias.
Encontram-se em desenvolvimento ferramentas similares para avaliar a qualidade da água, o que é particularmente relevante para Portugal, um país tão dependente das suas orlas costeiras e rios.

A nossa proposta pretende então (1) promover a divulgação e fabricação destas ferramentas (módulos para telemóvel), em espaços públicos de criadores (Maker Spaces) e em utilizadores domésticos, (2) inspirar e organizar a formação de projetos de ciência cidadã para monitorizar a poluição do ar e água em todo o país, (3) ajudar os projetos de ciência cidadã a adquirir e usar as ferramentas relevantes e (4) divulgar os resultados para benefício de todos.

Proponentes do projeto
  • Guillaume Leurent Erny
  • Joana Sa
  • Mónica Santos
  • José Avelino Silva
  • José Luís Moreira
  • Nuno Ratola
  • Maria Rosario Bronze
  • Teresa Serra
  • Filipe Mendes
  • Pedro Brogueira
Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

  • Orçamento
    39714 €
  • Âmbito do Projeto
    Nacional
  • Regiões onde aplicar
    Norte, Centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo, Algarve
  • Prazo
    18 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal