#489

Centro de Interpretação Ambiental/Cultural da Mata Do Bussaco

Economia, Comércio, Industria, Turismo e Energia

Economia, Comércio, Industria, Turismo e Energia

ENQUADRAMENTO: Situada na Serra do Bussaco e envolta pelos municípios da Mealhada, Mortágua e Penacova, a Mata Nacional do Bussaco é uma das florestas europeias com maior variedade de espécies vegetais. Num perímetro cercado por muros construídos pelos Carmelitas Descalços, a Mata conta com mais de 700 espécies vegetais, provenientes da faixa atlântica e de outras latitudes, com especial destaque para o cedro do Bussaco, a primeira espécie exótica plantada na floresta, em 1656.
Do ponto de vista turístico, a Mata do Bussaco é por excelência um destino de turismo de natureza, contudo, a sua herança vai muito para além do património natural. Com efeito, a Mata Nacional do Bussaco compreende um vasto legado de património florestal, histórico, cultural, religioso e militar que compete à Fundação da Mata do Bussaco preservar, desenvolver e gerir. Em acréscimo, nas imediações da Mata são ainda de referir a albufeira hídrica da Barragem da Aguieira e as Termas do Luso como importantes polos de turismo desportivo e de lazer e bem estar, assim como a gastronomia típica da região da Bairrada e dos seus vinhos de reconhecimento internacional.

PROJETO: O projeto consiste na criação de um centro interpretativo que, tendo a Mata do Bussaco como tema central, permita apresentar, promover e divulgar diversas áreas do conhecimento, que vão da biologia à história e sociologia, cobrindo as multiplas áreas patrimoniais que fazem parte do legado da Fundação da Mata do Bussaco.
O Centro de Interpretação deverá ser instalado em edifício de potencial interesse arquitetónico e que seja, ou possa vir a ser, da propriedade da Fundação. Competirá ao presente projeto adaptar e infraestruturar o espaço do Centro Interpretativo, sobretudo do ponto de vista tecnológico, assim como criar os conteúdos digitais que permitam uma abordagem multidisciplinar da Mata Nacional do Bussaco, com forte vertente educativa e experiencial.

Proponentes do projeto
  • José Carlos Calhoa Morais
  • Manuel Cardoso
  • Patrícia Cadete
  • Júlio Penetra
  • Claudemiro Semedo
  • João Duarte
  • Armando Cruz
Economia, Comércio, Industria, Turismo e Energia

Economia, Comércio, Industria, Turismo e Energia

  • Orçamento
    150000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Centro
  • Municípios onde aplicar

    Mealhada, Penacova, Mortágua

  • Prazo
    18 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal