#505

Inclusão Social de jovens pela prática desportiva da Escalada

Educação, Desporto e Juventude

Educação, Desporto e Juventude

Imagem do projeto

Esta proposta de um projeto de Inclusão Social de jovens pela prática desportiva da Escalada, resulta do crescimento da modalidade, sendo atualmente uma modalidade jovem e na moda, que será inclusive incluída nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.
A escalada desportiva, quer seja praticada de uma forma competitiva ou recreativa, é uma atividade bastante rica, quer por poder ser praticada em qualquer idade, quer por ser um desporto bastante completo, onde é possível trabalhar, não só características físicos como a força, a resistência e a flexibilidade, mas também capacidades como a coordenação, a orientação espacial e o equilíbrio, elementos educativos essenciais da motricidade humana.
Ao nível das capacidades psicossociais, a escalada, desenvolve capacidades como o companheirismo, o respeito mutuo e a confiança no próximo. Ajuda ainda os jovens ao nível da concentração, e a ultrapassarem os seus medos e ao nível da autoconfiança.
Este projeto pretende levar a prática da escalada a jovens em situação de risco e a jovens com capacidades reduzidas, pelo que serão realizados protocolos com associações de deficientes e instituições sociais que trabalham nesta área. Este projeto seria desenvolvido por uma equipa especializa, constituída por pessoas especializadas quer da área da escalada, como da fisioterapia, na área pedagógica e da área da psicologia infantil.
Tendo sido aclamada, por uma revista de renome internacional, como a terceira prática desportiva mais completa e saudável, deveria ser habitual vermos a sua prática a ser desenvolvida nas escolas e instituições sociais portuguesas!

Proponentes do projeto
  • Tânia dora Machado Brasil
Educação, Desporto e Juventude

Educação, Desporto e Juventude

  • Orçamento
    300000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Região Autónoma dos Açores
  • Municípios onde aplicar

    Angra Do Heroísmo, Praia Da Vitória

  • Prazo
    24 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal