#59

Antecipar para prevenir a violência

Igualdade e Cidadania

Igualdade e Cidadania

Este projeto visa criar medidas concretas de prevenção de comportamentos violentos nas famílias, maus tratos infantis e exposição das crianças a violência interpessoal/doméstica, garantindo um desenvolvimento pleno das crianças e dos jovens no âmbito do exercício da parentalidade.
1. A intervenção é feita, entre outros, da seguinte forma:
• Entrega aos progenitores de material informativo sobre parentalidade, designadamente nos seguintes serviços públicos:
o nas consultas de obstetrícia
o nas consultas de pediatria, pedopsiquiatria, psicologia/terapia infantil
o nas creches e jardins de infância
o centros de saúde
• Recomendação de entrega aos progenitores de material informativo sobre parentalidade, nos mesmos serviços do setor privado, incluindo farmácias (na venda de medicamentos para crianças)
• Inclusão de um módulo sobre parentalidade em todos os cursos de preparação para o parto
• Criação de cursos/workshops para progenitores (parcerias com universidades/centros de investigação)

2. A informação/materiais sobre parentalidade deve incluir entre outros:
• Identificar o que são comportamentos violentos, maus tratos e negligência da criança e formas de violência interpessoal
• Identificar as etapas do desenvolvimento e respetivo comportamento infantil
• Formas de auto-regulação dos progenitores
• Serviços de apoio/informação (por exemplo, estruturas de apoio para vítimas de violência doméstica; linha verde)

3. Para executar as atividades identificadas será necessário desenvolver:
• Elaboração de materiais (leitura simples, prática e fácil)
• Formação de profissionais
• Formação de pais
• Avaliação e monitorização das medidas
• Potenciais parcerias com: Universidades, associações e ONG, Serviços de Saúde, entidades públicas competentes, estabelecimentos de venda de produtos infantis, websites sobre temas associados.

Proponentes do projeto
  • Maria Ana Carneiro
Igualdade e Cidadania

Igualdade e Cidadania

  • Orçamento
    100000 €
  • Âmbito do Projeto
    Nacional
  • Regiões onde aplicar
    Norte, Centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo, Algarve, Região Autónoma dos Açores, Região Autónoma da Madeira
  • Prazo
    24 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal