#625

FIADOURO – FESTIVAL INTERNACIONAL DAS ARTES DO PALCO NO DOURO “Por este Douro Acima…”

Cultura

Cultura

“Vinde à terra do vinho, deuses novos! Vinde, porque é de mosto”… Miguel Torga
No Douro Vinhateiro e Douro Internacional, região que integra quinze municípios ribeirinhos ao Rio Douro (Lamego, Armamar, Tabuaço, São João da Pesqueira, Vila Nova de Foz Côa, Mesão Frio, Peso da Régua, Sabrosa, Alijó, Carrazeda de Ansiães, Torre de Moncorvo, Miranda do Douro, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta, Figueira de Castelo Rodrigo) pretende-se criar um Festival de Artes do Palco nas áreas do teatro e artes performativas com o objetivo de contribuir para a melhoria e sustentabilidade do turismo cultural na região demarcada mais antiga do mundo, carente de um festival unificador e integrador de toda uma imagem identitária que afirme esta micro-região como “a oitava maravilha do mundo” (José Saramago). Propiciar um programa que contemple os variados “palcos” (teatros, cineteatros, centros históricos, monumentos, museus, cais/logradouros e quintas) com espetáculos produzidos com base no património imaterial do Douro (lendas, tradições, costumes).É o objetivo matricial deste projeto vivificar de forma artística, lúdica e “em festa” num convívio de empatia em que se “coma, beba e se celebre” com prazer e emoção os cantos e recantos destas paragens, afirmando a criação estética como componente fundamental de um novo ciclo de eventos culturais que aliem a inovação à base primordial da tradição genuína da cultura ancestral destes territórios do interior do país.
Com epicentro no emblemático Teatro Ribeiro Conceição, o “Scala” do Douro, em Lamego, a capital cultural do Douro, e estendendo-se numa rota em ziguezague que integre os quinze municípios ribeirinhos e as suas margens, afirmando todo o potencial turístico-cultural que a região já evidencia.
Este Festival pretende ser o embrião de uma actividade artística e cultural cruzada com as fileiras do turismo e património cultural material e imaterial, que a região deverá assumir em contextos futuros a sua continuidade numa experiência duradoura.
“Uma vez mais pasmado diante dos vinhedos. Sem dúvida esta é a oitava maravilha do mundo.” José Saramago

Proponentes do projeto
  • David Carvalho
  • Rui Santos
Cultura

Cultura

  • Orçamento
    150000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Norte
  • Municípios onde aplicar

    Carrazeda De Ansiães, Freixo De Espada À Cinta, Miranda Do Douro, Mogadouro, Torre De Moncorvo, Vila Nova De Foz Côa, Alijó, Mesão Frio, Peso Da Régua, Sabrosa, Armamar, Lamego, São João Da Pesqueira, Tabuaço

  • Prazo
    18 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal