#79

RIBBSE: em rede nunca lemos sós!

Cultura

Cultura

Imagem do projeto

As bibliotecas são portas de acesso à informação, ao conhecimento, à cultura e ao lazer, constituindo-se como espaços privilegiados na aprendizagem ao longo da vida e no exercício de uma cidadania ativa. As bibliotecas dão um importante contributo para o desenvolvimento holístico de todos os indivíduos e grupos sociais, para eliminar assimetrias e para o desenvolvimento das comunidades.
Sob o lema “Em rede nunca lemos sós”, as 17 bibliotecas municipais e de instituições de ensino superior da região das Beiras e Serra da Estrela pretendem trabalhar em rede e de forma colaborativa, alargando os seus serviços aos cerca de 236.000 habitantes deste território com mais de 6.300 km2, apostando igualmente no alargamento da sua área de ação através da constituição de parcerias com entidades locais.
As linhas de ação deste projeto são a prestação de serviços às populações, o desenvolvimento das coleções das bibliotecas, e a oferta de serviços culturais.

Medida 1: desenvolvimento de ações de promoção das literacias (ações de formação dirigidas a diferentes públicos, disponibilização de serviços itinerantes, etc.).
Medida 2: adaptação das coleções das bibliotecas e dos serviços prestados às necessidades de acesso à informação dos seus públicos (disponibilização de livros e conteúdos digitais, computadores, tablets e pens Wifi).
Medida 3: oferta de atividades culturais e de lazer na área da leitura e das literacias, adaptados às necessidades dos utilizadores (ateliers, peças de teatro, leituras dramatizadas, etc.).

Proponentes do projeto
  • Maria Teresa Rua
  • António Oliveira
  • Beatriz Fraga
  • Carlos Proença
  • Catarina Santos
  • Célia Candeias
  • Cristina Almeida
  • Cristina Caetano
  • Dina Matos
  • Graça Gabriel
  • Ilda Ribeiro
  • João Rebocho
  • Margarida Amaro
  • Mararida Oliveira
  • Maria João Carvalho
  • Maria José Seco
  • Mariana Aires
  • Olga Costa
  • Paula Sausa
  • Rui de Carvalho
  • Rui Santana
  • Sandra Pinto
Cultura

Cultura

  • Orçamento
    300000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Centro
  • Municípios onde aplicar

    Belmonte, Covilhã, Fundão, Almeida, Celorico Da Beira, Figueira De Castelo Rodrigo, Fornos De Algodres, Gouveia, Guarda, Manteigas, Mêda, Pinhel, Sabugal, Seia, Trancoso

  • Prazo
    18 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal