#804

Estudo económico para construção de um poligono industrial

Economia, Comércio, Industria, Turismo e Energia

Economia, Comércio, Industria, Turismo e Energia

Um estudo de viabilidade económica para a criação de um parque industrial de grandes dimensões, vocacionado para as indústrias exportadoras. A localização será no espaço adjacente à linha férrea do norte, entre Pampilhosa e Souzelas. Este espaço é único em todo o trajeto da via férrea entre Lisboa e Porto, pelo facto de não se encontrar explorado, e tem acesso por via terrestre pelas auto-estradas A1, A13 e A14, que por sua vez estão ligadas aos Portos da Figueira da Foz, Aveiro e Leixões, por rodovia e ferrovia. Solicita-se ao Ministério da Economia que possa indicar um tipo de indústria de importancia estratégica para o país, que de forma sinérgica possa utilizar este espaço. Usufruindo da ferrovia, rodovia e transportes marítimos.
Após a conclusão da A13, que falta concluir entre Coimbra e Pampilhosa, todo o tipo de produção de madeira instalado no pinhal interior, assim como o que venha a ser instalado com o novo ordenamento florestal poderá ser canalizada para este poligno industrial, de forma a ser transformada e exportada.
Poderão ser atraidos para este poligono industrial investidores nacionais e estrangeiros.

Proponentes do projeto
  • José Manuel Miranda Veiga
Economia, Comércio, Industria, Turismo e Energia

Economia, Comércio, Industria, Turismo e Energia

  • Orçamento
    100000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Centro
  • Municípios onde aplicar

    Mealhada, Oleiros, Sertã, Vila De Rei, Coimbra, Condeixa-A-Nova, Miranda Do Corvo, Oliveira Do Hospital, Pampilhosa Da Serra, Penacova, Penela, Tábua, Vila Nova De Poiares, Alvaiázere, Ansião, Castanheira De Pêra, Figueiró Dos Vinhos, Pedrógão Grande, Ferreira Do Zêzere, Mação, Sardoal, Mortágua, Tondela

  • Prazo
    18 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal