#809

Programa de Saúde dos Imigrantes na Região Autónoma dos Açores

Saúde

Saúde

O programa de saúde dos imigrantes nos Açores pretende melhorar o estado da saúde aos cerca de 4.500 imigrantes a residir nas 9 ilhas da Região Autónoma dos Açores e provenientes de mais de 82 países, de uma forma linguística e culturalmente apropriados para que possam tornar membros de pleno direito na sociedade que escolheram, de livre vontade, para residir.
A estratégia é de sensibilizar não só a comunidade imigrante, mas também os próprios prestadores de cuidados de saúde primários e de saúde pública, sobre as particularidades desta população no que toca ao acesso à sua saúde.
Passará pela:
1) conceptualização, produção e distribuição nos locais onde a comunidade mais se congrega, de materiais educativos (escritos e áudio) sobre temas de saúde que mais afetam a população imigrante, nomeadamente brochuras, posters e vídeos;
2) produção de um artigo semanal escrito sobre temas de saúde e sua publicação no Açoriano Oriental, o maio jornal dos Açores, e que já tem uma parceria de colaboração com a Associação dos Imigrantes dos Açores (AIPA);
3) participação de um programa radiofónico semanal ao vivo de meia hora, com participação ativa da comunidade imigrante, na RTP Açores.;
4) sensibilização desta comunidade alvo sobre os problemas de saúde que mais os afetam, principalmente durante os Dias Nacionais e Internacionais com temas de saúde, tais como o dia mundial da saúde, dia mundial da diabetes, sobre a luta contra o cancro, das doenças cardiovasculares como a hipertensão arterial, do VIH/SIDA, na luta contra o tabaco, sobre os problemas de toxicodependência, etc;
5) sensibilização dos profissionais de saúde – médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, dentistas entre outros, sobre as melhores abordagens dos imigrantes no que toca ao acesso a cuidados de saúde, principalmente no que toca aspetos ligados à cultura e às dificuldades linguísticas, bem como das dificuldades financeiras;
6) criação de parcerias com os principais prestadores de cuidados de saúde dos imigrantes, nomeadamente dos 3 hospitais da região (Horta, Ponta Delgada e Terceira) e dos respetivos centros de saúde de cada uma das 9 ilha;

Proponentes do projeto
  • João Soares
  • Cristina Borges; Leoter Viegas
  • Marina Fonseca
Saúde

Saúde

  • Orçamento
    150000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Região Autónoma dos Açores
  • Municípios onde aplicar

    Santa Cruz Da Graciosa, Lajes Das Flores, Santa Cruz Das Flores, Vila Do Porto, Calheta De São Jorge, Velas, Lagoa, Nordeste, Ponta Delgada, Povoação, Ribeira Grande, Vila Franca Do Campo, Corvo, Horta, Lajes Do Pico, Madalena, São Roque Do Pico, Angra Do Heroísmo, Praia Da Vitória, Lagoa

  • Prazo
    24 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal