#840

Identificação de biomarcadores específicos de recursos agro-alimentares endógenos da RAM como plataforma para a sua certificação

Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

Imagem do projeto

SUMÁRIO
Existem no arquipélago da Madeira inúmeros Produtos AgroAlimentares endógenos Tradicionais (PAAT), de elevado valor económico, caracterizados por possuírem uma especificidade e genuinidade particulares associadas à sua origem geográfica, composição tradicional, método de cultivo/produção, constituindo-se parte do património histórico-cultural da Região Autónoma da Madeira (RAM), que os permite diferenciar dos produzidos noutras regiões.
A conservação deste património natural endógeno, poderá ser devidamente acautelada por recurso ao estabelecimento da composição aromática, expressão genética, avaliação das propriedades organoléticas e definição dos descritores sensoriais típicos dos PAAT-RAM prevenindo desta forma o dumping económico, com a introdução no mercado de produtos similares de menor qualidade que acabam por os desvalorizar.
Torna-se assim imperativo IDENTIFICAR MARCADORES MOLECULARES, GENÉTICOS E DESCRITORES SENSORIAIS PAAT-específicos como estratégia definidora da sua autenticidade e genuinidade e como poderosa ferramenta para: (i) a deteção de adulterações; (ii) valorização comercial; e (iii) certificação, e como tal diferenciadora relativamente a produtos concorrenciais. Tal estratégia será igualmente um complemento fundamental para a aposta no desenvolvimento do sector agroalimentar, constituindo-se uma prioridade emergente da RAM.

OBJECTIVOS
O objectivo geral do projecto PAAT-RAM é identificar um conjunto de biomarcadores específicos de produtos agroalimentares tradicionais – Banana da Madeira, Anona Regional, e Pêro regional, seleccionados com base na expressão de PADRÕES MOLECULARES, GENÉTICOS e DESCRITORES SENSORIAIS, por recurso a metodologias analíticas inovadoras, como estratégia poderosa e inovadora para definir a sua tipicidade, autenticidade e genuinidade, contribuindo para a sua valorização económica, e para a protecção contra imitações ou acções fraudulentas, constituindo-se como uma plataforma para a sua CERTIFICAÇÃO, alicerçando a sua competitividade nos mercados existentes e potenciando a introdução em novos mercados internacionais.
Esta estratégia passará pela CRIAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM CÓDIGO QR associado aos PAAT-RAM regionais, de fácil hiperligação a uma página web (www.paat-ram.com), que possibilitará ao consumidor garantir a rastreabilidade dos PAAT, assim como conhecer melhor as suas características sui generis, valor nutritivo, condições e normas ambientais e de bio-sustentabilidade em que são produzidos, entre outros.
Esta base de dados revelar-se-á uma mais valia acrescida na divulgação não só dos PAAT-RAM mas igualmente de todo conjunto de serviços que facilmente serão integrados na plataforma, incluindo promoção turística, cultural e comercial, disponibilizando uma vasta gama de informações pormenorizadas sobre o potencial da RAM em vertentes diferenciadas.

1. PLANO EXECUÇÃO
De forma mais detalhada, o projeto PAAT-RAM será desenvolvido em 4 etapas, diferenciadas temporalmente:
ETAPA I - CRIAÇÃO DE UM SITIO NA INTERNET, SELECÇÃO E AMOSTRAGEM DOS PAT-RAM
(JAN 2019- JULHO 2019.
Seleção dos PAAT-RAM a incluir no estudo, definição dos locais e periodicidade da amostragem. Serão analisados a banana da Madeira, a Anona regional, e o Pêro regional.
ETAPA II - IDENTIFICAÇÃO DE BIOMARCADORES MOLECULARES
 MARÇO 2019-MARÇO 2020).
ETAPA III - IDENTIFICAÇÃO DE DESCRITORES SENSORIAIS
 (JULHO 2019- Dez 2020);
ETAPA IV - DETECÇÃO DE MARCADORES GENÉTICOS
 (NOVEMBRO 2019-DEZEMBRO 2020);

As actividades incluídas na propostacconstituirão uma plataforma fundamental para a CERTIFICAÇÃO dos PAAT-RAM tendo por base um suporte científico expresso por marcadores moleculares, genéticos e sensoriais.
A divulgação de informação sobre as actividades no âmbito do PAAT-RAM será realizada através de canais de comunicação criados para o efeito, e a disseminação de resultados em revistas internacionais com peer-review e factor de impacto e em congressos internacionais e nacionais

2. ORÇAMENTO
• Despesas referentes a participação em Congressos Internacionais (inscrição, viagem, alojamento) 10,000.00 €
• Despesas referentes a PUBLICAÇÃO E DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS 7,500.00 €
• Despesas com as ANÁLISES QUÍMICAS para a identificação dos MARCADORES MOLECULARES dos PAAT-RAM (compostos voláteis; polifenólicos, aminoácidos, … 45,000.00 €
• Despesas com as ANÁLISES GENÈTICAS para a identificação dos MARCADORES GENÉTICOS dos PAAT-RAM 40,000.00 €
• Material diverso 7,500.00 €
• Equipamentos 15,000.00 €
• Informática 2,500.00 €
Total 127,500.00 €

Proponentes do projeto
  • José Sousa Câmara
  • Jorge Augusto Machado Pereira;Rosa Maria de Sá Perestrelo;José Aldónio Figueira;Priscilla Felicio
Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

  • Orçamento
    125000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Região Autónoma da Madeira
  • Municípios onde aplicar

    Calheta, Câmara De Lobos, Funchal, Machico, Ponta Do Sol, Porto Moniz, Ribeira Brava, Santa Cruz, Santana, São Vicente, Porto Santo

  • Prazo
    24 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal