#844

“Filosofia para Crianças e Adolescentes: um instrumento potenciador de inclusão social”

Educação, Desporto e Juventude

Educação, Desporto e Juventude

A Filosofia para Crianças e Adolescentes é uma prática filosófica que visa promover, em comunidade de diálogo filosófico, as competências cognitivas, afetivas e comportamentais das crianças e dos adolescentes e também dos adultos. Enquanto metodologia filosófica potencia um saber pensar por Si Mesmo envolvido num contínuo diálogo colaborativo e autorregulado, assente em valores de respeito pelo Outro como igual, mas diferente no seu pensar e no seu agir, ou seja, potencia a formação de pessoas razoáveis, autocríticas e com consciência social.
Esta proposta visa numa primeira fase dotar entre 15 a 20 profissionais (até 60% licenciados/mestres desempregados e cerca de 40% profissionais inseridos no mercado de trabalho, nas áreas da educação e do social) com conhecimento teórico e prático, capazes de desenvolver sessões de Filosofia para Crianças e Adolescentes e, numa segunda fase, acompanhar o desempenho destes na construção de comunidades de diálogo filosófico, junto de indivíduos em situação de risco ou em exclusão social, em particular, crianças e jovens em risco e vítimas de violência doméstica e de género. Note-se que o futuro projeto poderá implicar a aquisição de algum material pedagógico de apoio aos profissionais e a organização de um/a seminário/palestra que espelhe o trabalho desenvolvido.
O trabalho será desenvolvido na ilha Terceira, nos concelhos de Angra do Heroísmo e de Praia da Vitória, incidindo em grupos-foco com dificuldade de inclusão social e a sua execução exigirá a colaboração de uma instituição académica com reconhecido mérito na área da Filosofia para Crianças e Adolescentes, que assegure a formação teórico e prática dos profissionais, uma que acompanhe pedagogicamente a construção das comunidades de diálogo filosófico e uma outra, que apoie na gestão logística e execução financeira do projeto. A ideia/proposta/projeto poderá ser alargado a outros concelhos açorianos, nomeadamente aos de Santa Cruz da Graciosa, de Velas e de Calheta, por pertencerem à área de intervenção do seriço público que assegura a área do emprego/desemprego e trabalharem também com jovens e adultos com dificuldades de inserção socioprofissional.

Proponentes do projeto
  • Ana Lúcia de Oliveira Ribeiro
Educação, Desporto e Juventude

Educação, Desporto e Juventude

  • Orçamento
    100000 €
  • Âmbito do Projeto
    Regional
  • Região onde aplicar
    Região Autónoma dos Açores
  • Municípios onde aplicar

    Santa Cruz Da Graciosa, Calheta De São Jorge, Velas, Angra Do Heroísmo, Praia Da Vitória

  • Prazo
    24 meses

Mais informações sobre o Orçamento Participativo Portugal